Regresso de veículos após a expedição

Toda a estrutura organizativa do Sahara Desert Challenge regressa por estrada desde Dakar à Europa, pelo traçado mais direto, continuando a prestar o apoio possível (nomeadamente na passagem de fronteiras), sem custo adicional (a não ser o exigido pelos representates locais para facilitar a passagem de fronteiras), aos participantes que desejam regressar deste modo.

O regresso de Dakar, tendo como referência a chegada a Lisboa (Portugal), irá durar 6 dias:

  • 1º dia Bissau / Dakar.
  • 2º dia Dakar / Nouakchott.
  • 3º dia Nouakchott / Dakhla.
  • 4º dia Dakhla / Guelmim.
  • 5º dia Guelmim / Arzila.
  • 6º dia Arzila / Tanger / Tarifa / Lisboa.

O regresso dos participantes do Morocco Adventure será realizado em autonomia, sendo disponibilizado um track GPS (em formato GPX) de todo o percurso, tendo como referência a chegada a Lisboa (Portugal), poderá ser realizado em 3 dias: 1º dia Dakhla / Guelmim; 2º dia Guelmim / Arzila; 3º dia Arzila / Tanger / Tarifa / Lisboa.

Para os participantes que não desejem regressar por terra, a alternativa é o regresso de viaturas por via marítima e participantes por via aérea. Para as viaturas, a organização recomenda o transporte “Ro-Ro”, uma abreviatura de “Roll on-Roll off”, cargueiro que transporta por mar automóveis e outros veículos sem ser em contentor (viajam em deck amplo). Este tipo de transporte está disponível desde Dakar para vários portos europeus. Os trâmites serão tratados diretamente em Dakar pelos interessados com o apoio de representante local da organização ou outro à escolha dos interessados.

A TAP voa directamente desde Dakar com destino a Lisboa.

A organização tem vagas para transporte de motos em reboque por terra e presta apoio no repatriamento de veículos automóveis com condutor por terra. Consulta a organização para mais informações, já que este serviço extra está sujeito a vagas limitadas.